Formação

Aprimorando a Formação: Reunião Bimestral de Formadores

20160925_103933

 

 

Reunião bimestral de formadores

 

“Porque meu povo se perde por falta de conhecimento.”

(Oséias 4, 6)

 “O Ministério de Formação de todas as instâncias deve buscar constantemente o aprimoramento das suas atividades formativas, sempre com o objetivo de produzir mais frutos de crescimento e conversão para aqueles que participam das formações.”

Claudio Steula, coord. nacional do MF,

no texto sobre a Reunião Bimestral de Formadores, no blog do Ministério da Formação RCC-Brasil.

 

 

Caros irmãos formadores, que beleza a profundidade de nossa missão!

 

Como vemos no trecho do livro de Oséias, não podemos deixar o povo se perder. Mas, que povo é este? Algum povo em especial? Não! O povo que o profeta se refere somos nós, pois Deus é o criador e Pai de todos. Nós formadores temos, desta forma, um papel fundamental no auxílio ao povo de Deus através de formações ungidas, profundas e que façam realmente a diferença na vida daqueles que temos a graça de formar. Corremos o risco de nos perder quando não conhecemos o caminho que nos leva a verdade e a vida, e é aí que reside a centralidade de nossa missão, sinalizar “O caminho” correto, apontar “A verdade”, fazer com que nossas formações sejam setas direcionadas para a salvação. Muitas vezes após uma formação saio e fico pensando se consegui realmente mostrar a verdadeira doutrina de nossa Igreja, o verdadeiro Cristo Salvador, o verdadeiro Espirito Santo que nos leva a salvação. Questiono-me, será que temos dado ao povo de Deus o conhecimento dos que não se perdem? Temos oferecido formações carismáticas, que levam os filhos de Deus a se encontrarem e, mais do que isso, amarem a verdade?

 

Você pode estar pensando, onde nossas reuniões bimestrais entram neste contexto? Ouso dizer que é em todo ele, pois, quando falamos em formadores que buscam o aprimoramento sempre, a partilha de experiências pessoais, expostas por cada um que integra a reunião, é algo extremamente valioso e produtivo, gerando um crescimento que demoraria demasiadamente para ser adquirido se fosse apenas de modo teórico. Cada partilha traz consigo, além da força do testemunho, a experiência vivida e os frutos obtidos, quer seja para que saibamos contornar situações semelhantes quer seja para que busquemos vivências próximas. De qualquer forma, essas experiências são sempre muito ricas fazendo com que, somente por esse aspecto, nossas reuniões bimestrais se mostrem totalmente necessárias.

 

Em minha caminhada como Coordenador Estadual do MF no Estado do Paraná, implantei uma reunião entre os coordenadores diocesanos ou arquidiocesanos do MF, que em nosso estado totalizam 18 servos.  Apesar das dificuldades enfrentadas para podermos reunir cada um de um ponto diferente do estado, vencemos o desafio! Fizemos, e continuamos fazendo essas reuniões, e os frutos foram e são maravilhosos! Além disso, esses momentos geram entrosamento entre os coordenadores culminando em um sentimento muito gostoso de pertença a uma família, a FAMÍLIA FORMADORA, como gosto de chamar.

 

Por isso convoco a você, que é formador, participe, estimule, incentive as Reuniões Bimestrais de Formadores. Se elas não existem ainda em sua Diocese busque a coordenação, mostre quanta riqueza pode ser gerada através dessas reuniões e seja um verdadeiro formador que busca crescer e partilhar suas expectativas, experiências, sua vida de ministro da formação com outros irmãos! Lembre-se que as partilhas transformam a sua vida, a dos outros formadores, e a vida dos que você formará com mais experiência e entusiasmo! A proposta do MF-Brasil para estas reuniões é apresentada no texto “Reuniões Bimestrais de Formadores – Workshop 2017” do nosso blog: http://blog.rccbrasil.org.br/formacao/

 

Deixe o amor prevalecer na partilha e construa um novo caminho de busca de crescimento, de conhecimento, crie aí em sua Diocese a sua família formadora!

 

Deus os abençoe!

Abraço fraterno!

 

Adirlei de Oliveira

Coordenador Estadual do MF-PR